quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

11

Aniversário? Presente? Gorila Clube!



Heei galerita, acho que todo mundo já passou por isso ausheushe, tem um aniversário no final de semana e não faz nem ideia do que comprar de presente, nem onde comprar. E sempre a mãezoca dá uma ajudinha, mas nem sempre é fácil saber o que dar. Não sou o gênio da lâmpada, mas por fim achei uma solução. Uma maravilhosa loja virtual, que já dá pra você comprar presentes e estocar pro ano inteiro haha. E sim, creio que a pessoa que você irá presentear irá amar o seu presente.

E sim claro, a melhor parte, se você quer se presentear com algo baratinho, além do Programa de Pontos, sempre há várias promoções, do tipo que não acreditei. Só uma dica, quem tem Iphone 4/4s, confere a seção de capas que certamente vocês terão uma surpresa. 

E o pagamento? Ah, relaxa no Gorila Clube você pode fazer suas compras com cartão de crédito Visa, Mastercard, American Express, Diners Club,International, Elo, Boleto Bancário e transferências através dos bancos Itaú, Bradesco e Banco do Brasil. Além de poder parcelar suas compras em até 6x. 

Se o site é seguro? Ah, isso dá pra garantir. A galera do Gorila Clube é super legal e comprometida. Que nem preciso citar os vários selos de segurança na área de e-commerce. 

E pelo que pesquisei aqui (sério, pesquisei sim), os preços valem muito apena. Deem uma conferida e no site e boas compras.



Ah, e deem um olá pro Teo, o mascote do Gorila Clube e nova parceira do Blog.


sábado, 16 de janeiro de 2016

6

Três pontinhos...

foto autoral

Por volta e meia me vejo utilizando três pontinhos em tudo que escrevo, virou até vício, venho me perguntar se seria meramente um vício ou isso teria algum motivo em meu subconsciente. Na verdade tem, um dia ouvi que as palavras tem força, e tem, e como tem. E para mim elas não podem ter fim...




quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

2

Quem 'são' negro?



O que é negro? Não vejo negro. Vejo gente. Gente sem cor. Quem é negro?! Só vejo gente sofrida e humilde, mas feliz. Quem não é negro? Vejo mais gente tentando ser feliz em suas gravatas. Mas o que é negro? Sinceramente, não sei. Nunca enxerguei cores, nunca me apeguei a elas... Enxerguei horrores... Enxerguei loucuras. Sabe o que vejo, vejo gente que enxerga cor, que acha legal e bonito ter uma cor. E as vezes pouca gente que não gosta de outra cor. Vejo gente que se diz "esclarecida", remoendo a dor que já morreu, e gente que não diz nada, causando a dor que nunca viveu. Sim, não vejo cor, vejo loucura, dor e um sonho.



-----------------
Sim, eu voltei... Eu acho...

segunda-feira, 27 de abril de 2015

6

O que é o amor




Seria o amor química? Seria amor o que nos mata? Ou o que nos faz viver? O que é o amor? Sentimentos? Ilusão? A vida? Ou apenas o que deveríamos ser? O amor é inexplicável? Ou o inexplicável? Paixão é amor? Ou amor é paixão? Vem da alma ou do espirito? Ou vem de alguém? Quem souber responder, por favor me diga, pois sobre amor, só sei que amo.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

2

O Voo turbulento




Antes de mais nada, acho que devo pedir desculpas, pois deve haver gente revoltada por ai a fora, achando até que morri. Não, estou vivo, até então estou. Havia até prometido quando retornei da ultima pausa que fiz no blog que tentaria não parar, nem que faça uma postagem por mês... O fato é que quase tive um mini-infarto quando vi que a ultima postagem foi feita em Janeiro, sem rascunhos de lá até cá, o que me parece que foi ontem que publiquei essa ultima postagem. Com isso chego a conclusão que estou num tremendo voo turbulento, não sei ao certo onde estou indo, sei apenas do presente, e tenho vagas sensações de um passado, que não sei ao certo se foi realmente vivido. Com isso vem as coisas boas e ruins nesse meio tempo que parei... Passei na UFBA (aewwww), mas não consegui entrar na UFBA (Uéee?!). Sim isso ai, na verdade eu meio que desisti também, passei em Bacharelado Interdisciplinar em Ciências e Tecnologias, para quem não sabe é meio que um curso de "entrada" para as grandes áreas, este é específico da área de Exatas, o lado bom é que poderia sair de lá com 2 diplomas em nível superior, e com uma carga de conhecimento muito maior do que teria apenas cursando engenharia. O Lado ruim é que teria que esperar 3 anos para transferir para algum curso de engenharia, claro que eliminaria várias matérias que eu cursaria, porém pelas minhas estimativas, sairia de lá com no minimo 8 anos, isso se praticamente não perdesse em nada, o que se tratando de uma federal é um caso meio que impossível de se fazer.

Em contra partida com essa situação meio que feliz, já que não é todo dia que se passa numa federal, deu problema na minha matricula lá e tal. Só sei que minha matricula foi parar no Conselho Acadêmico, e até a data de hoje não me deram resposta de nada (na verdade se eles dessem alguma resposta ainda este ano seria algo a se comemorar). Com este fatídico fato inusitado (redondancia wins), me matriculei na unica universidade privada da cidade que poderia bater frente com a federal, isso na tentativa de conseguir o FIES e cursar de boas...  Bem, até que entrar não foi tão complicado, entrei no ultimo vestibular, e já com o curso em andamento. Fui aprovado e tal... Mas o FIES... Ah o FIES, vou dar uma pausa para dar meus devidos agradecimentos a ilustríssima presidente da republica Dilma Rouseff, por tirar dinheiro da educação para aumentar o fundo partidário de campanhas politicas e também agradecer por pagar tanto imposto, que poderia pagar 2 faculdades de engenharia e ainda sobraria. No mais, se eu não conseguir FIES, certamente terei que arranjar algum trampo pra pagar a faculdade e seguir a vida. Sim, ai está o voo turbulento, não sei como será os próximos meses, não sei ao certo como vai ficar minha vida haha, mas creio no papai do céu que dará tudo certo. Jean mas e o Blog? Ah, não se preocupem, não sou Jesus mas tentarei fazer milagres, nem que saia uma postagem por mês mas darei um jeito. Não sendo egocêntrico, ou algo do gênero, sei que há quem precisa de mim escrevendo, assim como preciso de muita gente escrevo, mesmo não acompanhando blogs e sem escrever, minha mente parece um relógio que volta sempre ao mesmo ponteiro, já escrevi inúmeros textos e poesias mentalmente que já se perderam pela 6º dimensão do universo. E claro, sinto muita falta de ler aqueles maravilhosos blogs de pessoas maravilhosas, que postam coisas maravilhosas, sem falar do carinho nos comentários. Ás vezes é meio complicado acompanhar todos os blogs, só na pasta que fiz nos favoritos tem cerca de 30 blogs, sendo que isso não é todos, tem alguns que não deu tempo de por na ultima vez que atualizei. Muitos sabem que o feeder do blogger, quando se segue muita gente é meio complicado de acompanhar, prefiro salvar de 1 em 1 nos favoritos e ir acessando pra ver se tem novas postagens. Talvez isso refutaria todo conceito de desorganização que minha mãe tem sobre mim hahaha. Bem, meus lindos e minhas lindas, aguardem, sei que sempre prometo novidades, mas elas virão uaheuaheu, a primeira é que consertarei a BIO ao lado que acabei de detruir o "map" do html.


See ya.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

6

O Viajante


Surgia no leste um surto de vida, réstia da morte do oeste, sangue verde, corria cegamente entre as árvores, enxergava o que ouvia, ouvia o que enxergava, pobre menino sonhador, ao menos sabia que as nuvens não eram de algodão, mas um dia foi tão alto que o gelo que penetrava em suas veias, dissolvendo sua seiva, fez faltar-lhe força, pois tua queda era cegamente prevista, teu corpo chamegava, desfalecendo-se...
Foi desintegrado no seu próprio ar, teus destroços foram espalhados pelo universo, em outras dimensões.
Um pobre viajante encontrou o que parecia os restos de seu coração despedaçado, provavelmente por acaso, ou não... quem sabe? Mas seu coração ainda batia, num ritmo lento, ainda flutuava, derramava seu sangue verde lentamente...

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

3

Via expressa


Seguia pela avenida. Tocava Beatles no rádio do carro, e a noite caia. Não sei porque uma singular e inexpressiva vontade, dirigir um submarino por aquela via expressa de listras amarelas.


haha, achei essa imagem perfeita no weheartit.com que casou com texto 

sábado, 17 de janeiro de 2015

8

Resenha - O Sincronicídio


Oie pessoas, bem, hoje vai minha primeira resenha literária em 3 anos de blog (que não comemorei nenhum até hoje :/), mas não porque não leio, mas pelo fato de que sou meio restrito a livros, normalmente só leio o que é realmente do meu gosto ou que tenha um pouco haver comigo, ou seja, isso tira 80% de possibilidades numa livraria, mas estou querendo quebrar isso logo em breve.

O livro de hoje, acho que me emociona falar um pouco dele e de quem escreveu, pelo fato de ser brasileiro e baiano (aewooo uehauehauhe). Sim, "O Sincronicidio - Sexo, morte e revelações Transcendentais", foi escrito pelo maravilhoso Fabio Shiva, que assim como eu é soteropolitano e músico (cof cof, sou quase), e tem o tema que amo de paixão: romance policial. E sem esquecer que ele se tornou um grande amigo e parceiro do blog.

A principio, achei estranho um romance policial ter 500 páginas, sim, o fato era que esse livro é diferente de tudo que li na vida, algo completamente novo, uma maneira de escrever totalmente diferente do convencional, por horas via o livro falando do próprio livro, e vice-versa, isso demonstrou tamanha genialidade do Fabio Shiva, que misturou o I Ching (um tipo de Horoscopo Chines), com xadrez e o padrão de folhetim.

Tendo como personagem principal o inspetor Alberto Teixeira, o livro viaja num verdadeiro jogo mortal. Jogo tão alucinante que me fez o ler em 7 dias (ou melhor, 7 madrugadas haha). Já a maneira que se discorre o enrendo, dá para perceber, que por momentos nada se parece com Sherlock Holmes (Arthur C. Doyle) ou Hugo Poirot (Aghata Christie), talvez lembrei um pouco de Dan Brown e seus momentos de tensões que nos faz sentir o livro na alma.

Sim, sobre os crimes, eles nunca deixam de ocorrer, porém o mais importante na história, não é o desvendamento do crime, e sim o próprio crime em si.


Não há meras coincidências.
Tudo é coincidência. 

Coincidência ou não, esse livro me fez desprender um pouco dos meus gostos pessoais a respeito de temas, talvez pelo próprio mistério que causa o título, e talvez também, o fato de eu ter começado a ler, sem ter feito conclusões antecipadas, isso me fez admirar uma obra prima que poucos tiveram a oportunidade de ler. O Sincronicídio é um livro único.

Se se interessou no livro, você poderá comprar o livro no próprio site da Caligo Editora, que fez um maravilhoso trabalho com o livro, clicando aqui. Para acompanhar o trabalho do Fabio e seu livro clique aqui, ah, acesse a página da banda dele também, Mensageiros do Vento, que faz um maravilho trabalho além de musical, literário  assim você contribui para o desenvolvimento da nossa riquíssima literatura nacional.








quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

8

O cais

Olá pessoal, enfim, depois de um período de férias pra tentar relaxar a mente e deixar a criatividade fluir, descobri que minha mente não relaxa, mas enfim, estou de volta, e pretendo voltar com tudo, já tem resenha de livro de um dos nossos parceiros a ser feita, e já tem outros livros na lista pra leitura aqui, então espero que eu possa prosseguir o ano sem crises de travamento mental. 
__________________________________________________________________________

Foto: Lidiane Dias

Fazia tempo que eu já tinha partido, se bem que meu coração nunca partiu, ficou lá, naquele maravilhoso cais. Talvez depois de tanto tempo ainda tenho em minha memória a sua imagem... Pera, foram só 3 meses... Parecem 30 anos... Se bem que lembro daquele abraço carinhoso e de um sorriso suave, que ainda flutua do cais até a proa. Lembro também daquelas conversas que rompiam a escuridão da noite, do dar ouvidos e ser ouvidos. Lembro também da tua voz, ela sempre ecoa durante os sonos embalados pelo chacoalhar do mar. Mas o que lembro mesmo é do cais, pedacinho de terra, lembro dele pra não me perder, lembro dele porque sei que estará lá me esperando, com as pernas balançando na água.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

4

Como badalar seu blog - I Conteúdo




Olá pessoas, como prometido aqui está o primeiro post de uma série de 4. E vamos lá.

Talvez se tratando de conteúdo, venha um pensamento como: "Ah, eu sei muito bem o conteúdo que posto no meu blog". Ao meu ver, não é bem assim, gerenciar conteúdo de um blog é um pouco complexo e tem uma série de fatores que vão determinar o modelo de gerenciamento, e hoje tenho uma receita básica para passar pra ocês.

Pra começo de conversa, é importante que cada um defina o tema principal do blog, só para não ficar perdido. Por exemplo, o meu é de gênero literário. Definir isso é muito importante, meio que você cria um ponto fixo em uma nuvem de conteúdos dispostos ao redor. Pra mim, aí está o grande problema, todo blogger tem um ponto fixo, porém uma parte só enxerga esse ponto fixo, sendo que há uma nuvem de conteúdos ao seu redor. O exemplo mais marcante é em blogs de moda, acho até alguns legais, mas fico empatado de comentar porque não sei nada de moda. Não que isso parta de uma certa pessoalidade em tais blogs, talvez alguns bloggers queiram que seu blog seja realmente restrito àquele assunto, mas ai vai a dica, se você quer realmente badalar seu blog é necessário variar o tema das postagens, lembrando, não faça os temas auxiliares virarem temas principais. Essa variação de conteúdo, tem basicamente um único objetivo: Agradar a um maior número de leitores. Talvez esse seja um dos pretextos fundamentais na teoria da comunicação na internet (ampliação do público alvo). 

Minhas dicas são as seguintes: Seja original, "blogueie" ao seu modo, se o tema do seu blog é de livros, faça resenhas como ninguém faz, porém se o trabalho de ler variados gêneros literários e quem sabe postar outras coisas, tipo música, fotografias, algo sobre filmes...

E aí, gostou? Se já viu como definir o conteúdo do blog, que tal ver como organizar tanto o conteúdo quanto o blog? Acompanhe o Pensamentos Irreais e veja na próxima sexta.